quinta-feira, 29 de março de 2012

I do not have a kind

O que me lembra você


Sinto o cheiro do vento
o gosto do frio
na falta que você me faz
quando os meus olhos tocaram os seus

Abraço o mundo distraído
os nervos que andam sorrindo
eu no profundo do teu infinito
quando os seus olhos tocaram os meus

A lua nasce no teu olhar
onde o acaso nos uniu
na noite que não vai acabar

Escondidos e você meio sorriu
eis que me rendo ao teu luar
tudo meu agora, pequena, te amar